Conheça as maiores estações de transbordo de Salvador

Gisele Santana e Naiana Madureira

Estação da Lapa

Inaugurada em 07 de novembro de 1982, a Estação Clériston Andrade, ficou mais conhecida como Lapa, devido à proximidade ao convento homônimo, situado na Avenida Joana Angélica. A estação funciona 24 horas por dia, recebendo 71 linhas de ônibus urbanas e 21 metropolitanas, possui um pequeno centro comercial, com algumas lojas e boxes, além de um fluxo intenso de vendedores ambulantes. Por dia, circulam na estação 511 coletivos e cerca de 460 mil passageiros.

Localização


Exibir mapa ampliado

Lapa em números

Área
Construída: 30.000 m²
Urbanizada: 120.000 m²
Total: 150.000m²

Equipamentos
Escadas rolantes com capacidade para 10.000 passageiros/dia
Sanitários públicos – 04
Telefones públicos – 46
Estacionamento com 24 vagas 01

Dados Operacionais
Número de linhas urbanas – 93
Número de ônibus/hora – 301
Número de usuários/dia – 460.000
Número da frota/dia – 500

Comércio Permissionário
Lojas – 18
Boxes – 16
Pipoqueiras – 04
Bancos 24 horas – 03

Postos de apoio
Sala da Administração – 02
Sala da Fiscalização – 01
Módulo da Polícia Militar – 01
Posto do Juizado de Menores – 01
Banco Popular – 02
Posto da CIAC – 01
Posto do Salvador Card – 01

Estação Pirajá

Criada em 25 de novembro de 1994, para substituir a Estação Nova Esperança, a Estação Pirajá funciona no sistema de estação de transbordo, no qual o passageiro desembarca de um coletivo e pode embarcar em outro sem precisar pagar uma nova tarifa. A estação recebe por dia cerca de 130 mil passageiros.

Localização


Exibir mapa ampliado

Estação Pirajá em números

Área
Construída: 5.810 m²
Urbanizada: 3.567 m²
Física do terminal: 22.000 m²

Equipamentos
Sanitários públicos – 04
Telefones públicos – 18
Telefone público para deficiente visual – 01
Telefone público para deficiente cadeirante e menor – 01

Dados Operacionais
Número de linhas troncais – 12
Número de linhas alimentadoras – 26
Número de ônibus/hora – 170
Número de usuários/dia – 130.000
Número da frota – 279
Número de Plataformas de Embarque – 03

Comércio Permissionário e Ambulantes
Casa Lotérica – 01
Farmácia – 01
Lanchonete – 01
Caixas de Auto atendimento – 03
Banco Popular – 01
Ambulantes cadastrados – 88

Postos de Apoio
Sala da Administração – 01
Sala da Fiscalização – 01
Módulo da Polícia Militar – 01
Posto do Juizado de Menores – 01
Posto da CIAC – 01
Sala Serviços Gerais – 01
Sala para Segurança – 01
Posto GERC – 01

Estação Mussurunga

A estação Mussurunga atende, principalmente, aos bairros de Mussurunga, Bairro da Paz, São Cristovão e Cajazeiras, localizados nas áreas periféricas da cidade e com alta densidade populacional. Foi criada em 2001 e possui a melhor estrutura quando comparada às outras estações da cidade. Funciona das 04h30 às 01h e conta com 31 linhas urbanas e com uma frota de 144 coletivos. No local, circulam por dia, cerca de 30 mil passageiros.

Localização


Visualizar Estação Mussurunga em um mapa maior

Estação Mussurunga em números

Área
Física coberta: 7.500 m²
Verde paisagística: 3.500 m²

Equipamentos
Sanitários públicos – 02
Estacionamento privativo – 01
Telefones públicos – 24
Sanitário para rodoviários – 02
Telefone para deficiente auditivo – 01

Dados Operacionais
Número de linhas urbanas – 31
Número de ônibus/hora – 115
Número de usuários/dia – 30.000
Número da frota/dia – 144

Comércio Permissionário
Lanchonete – 01
Banco Popular – 01
Farmácia – 01
Cantina para rodoviários – 01

Postos de Apoio
Sala da Administração – 01
Sala da Fiscalização – 01
Módulo da Polícia Militar – 01
Posto do Juizado de Menores (Desativado provisoriamente) – 01
Posto da CIAC – 01
Posto SETPS – 01
Guaritas – 02
Posto GERC – 01

Continue lendo:

- Caos, sujeira e insegurança refletem a realidade das estações da Lapa, Pirajá e Mussurunga.
- Estações diferentes, problemas semelhantes.