TV brasileira trocou poder feminino pela sedução sexualizada

TV brasileira trocou poder feminino pela sedução sexualizada

Programas voltados para uma maior conscientização feminina perderam espaço para o protagonismo de exploração da sexualidade 

Yananda Lima | Imagens: Internet livre

Entre as décadas de 50 e 80, a TV brasileira exibiu programas femininos consagrados, como O Mundo é das Mulheres (1955) ,apresentado por Hebe Camargo na TV Paulista, e TV Mulher (1980) comandado por Marília Gabriela na Rede Globo.

Nestes programas eram abordados temas como as mulheres no mercado de trabalho, seus direitos e comportamento sexual através de matérias e entrevistas. A partir da década de 90 porém, o cenário mudou.

sumiu feiticeira.gif

Com a expansão da TV aberta e competição pela maior audiência no horário nobre, a imagem feminina teve sua construção transformada. O papel da mulher foi reduzido à hipersexualidade. Prevaleceu a lógica de quanto mais ousadia, melhor.

 a feiticeira joana prado gif.gif

Este gif é a imagem da ‘Feiticeira’, interpretada por Joana Prado no Programa H, apresentado pelo hoje bom moço Luciano Huck, na Band, nos meados dos anos 1990.

O Impressão Digital 126 listou algumas das personagens femininas e quadros da TV brasileira mais famosos na época. Confira:

 

5) Sushi Erótico

sushi erótico.gif

Exibido em 1997 por Faustão, o quadro consistiu na apresentação de uma mulher nua sobre a mesa de um restaurante com o corpo coberto de sushi. Oscar Magrini e Márcio Garcia serviram-se da comida japonesa.

 

4) Banheira do Gugu

banheira do guguu.jpg

 

Quadro de maior sucesso do Domingo Legal, no SBT, a Banheira do Gugu baseia-se na disputa entre homens e mulheres por sabonetes jogados em uma banheira. “Rolava muita mão boba”, lembrou Gugu em entrevista com um dos participantes anos depois.

banheira do gugu.jpg

3) Tiazinha

tiazinha gif.gif

Personificada por Suzana Alves, na época com 18 anos , Tiazinha era assistente de palco de Luciano Huck no Programa H. Chamada ao palco para depilar participantes escolhidos pelo público, a personagem remete a fetiches sexuais masculinos e sadomasoquistas e ganhou até música composta por Vinny.

 

2) Chacretes

alo-alo-terezinha.jpg

Elas eram assistentes de palco do clássico programa de auditório ‘Cassino do Chacrin’a, veiculado na Rede Globo nas tardes de sábado no início dos anos 1980. Rita Cadillac é hoje uma das mais conhecidas entre as 500 mulheres que dançaram por lá esbanjando sensualidade ao longo dos anos.

 

Rita Cadillac (1).jpg

 

1) Xuxa 

2.gif

Como esquecer a “rainha dos baixinhos”? Convidada pelo diretor Maurício Sherman para apresentar o Clube da Criança  na antiga TV Manchete, Xuxa se destacou nos palcos da TV aberta.

clube da criança.jpg

E mostrou que mesmo em programas infantis, as apresentações se limitavam a modelos com roupas sensuais animando as crianças.

Xuxabeijoqueira.gif

Share